"Quando você chegar ao seu futuro, vai culpar o seu passado"? (Robert Half)

segunda-feira, 30 de abril de 2012

SIMULAÇÃO: Possível trajetória de Hercólubus

SIMULAÇÃO: Possível trajetória de Hercólubus
http://www.segundo-sol.com/2012/04/simulacao-possivel-trajetoria-de.html

Nota: Recomendado que seja assistido na qualidade melhor (HD 720 px) e em "Tela Inteira".

Na descrição do vídeo no canal do youtube 2012Leaked consta que "a inclinação deste astro é aproximadamente 84.7 graus. A simulação teve de ser gravada por baixo da eclíptica."

Nota: A partir do instante 1'30'' do vídeo, percebemos a máxima aproximação deste astro com nosso Sol e segundo consta nessa simulação, acontecerá no início de junho de 2012. Na sequência, podemos observar a máxima aproximação com a Terra em julho de 2012.
Obs.: No vídeo consta o nome Nibiru, porém o nome correto é Hercólubus (Segundo Sol), veja a publicação:  NÃO CONFUNDA: Hercólubus e Nibiru são "coisas" completamente difere...



Faço um convite para leitura da Coletânea sobre Hercólubus;
Veja uns trechos:
"Ele aparecerá em seu céu, cruzará num plano do eclíptico a 90 graus."
"É um sol em vias de atrofia, emite no infravermelho."
"Hercólubus está visível, mas não é visível, assim, a olho nu, em qualquer momento do dia."

COLETÂNEA: HERCÓLUBUS - PARTE 1 - AUTRES DIMENSIONS
COLETÂNEA: HERCÓLUBUS - PARTE 2 - AUTRES DIMENSIONS

POSTADO POR ANDRÉ
SITE SEGUNDO SOL

EXTRAÍDO DE:

*******************************
*SIMULAÇÃO VAZADA DA NASA SOBRE A ENTRADA
DO ASTRO NIBIRUS MINORIS (Hercólubus)*



No mesmo vídeo postado em 07.03.2012 (link acima),
o canal diz:

Start watching all of the planetary chaos very closely at 2012.04.01

This video was removed from the NASA website. 

The is a Leaked NASA simulation video regarding the incoming object Nibirus Minoris (also known as Planet X, Nibiru, Wormwood)

Ou seja:

Comece a assistir todo o caos planetário para muito de perto de 01.04.2012 (ou 04.01.2012).

Este vídeo foi removido do site da NASA.

O vídeo é uma simulação vazada da NASA sobre a entrada objeto Nibirus Minoris (também conhecido como Planeta X, Nibiru,Wormwood).

sábado, 28 de abril de 2012

Eles estão chegando e o Elenin é um dos sinais

 
Há 3 milhões de anos surgiu o primeiro macaco-homem digno de ser classificado como Homo.

Há 2 milhões de anos surgiu o primeiro ser realmente humanóide – “Australopiteco-Avançado”.

Há 1 milhão de anos apareceu o Homo Erectus e depois de 900 mil anos, surgiu o primeiro homem primitivo, o Homem de Neanderthal.

Foi necessário 2 milhões de anos entre o Autralopiteco-Avançado e o Homem de Neanderthal e suas diferenças são dificilmente distinguíveis.

Depois mais 1 milhão de anos para evolução do australopiteco para o homem erectus e mais 900 mil anos (quase 1 milhão) para o surgimento do Homem de Neanderthal.

Ou seja há 100 mil anos, quem passeava por aqui era o Neanderthal de aparência pouco agradável nos conceitos atuais.

Depois súbita e inexplicavelmente, há 35.000 anos, uma nova raça de homens surgiu – Homo Sapiens ( “o homem pensante”) e varreu o Neanderthal da Terra. Estes homens receberam o nome de CRO-Magnon, com aspectos semelhantes ao nosso, com roupas atuais se perderiam de vistas nas cidades.

Eles ficaram conhecidos como homens das cavernas , sabiam construir abrigos com pedras e peles de animais onde quer que fossem (eram nômades).

O Australopiteco-avançado e o Homem de Neanderthal usavam instrumentos de pedra e o Cro-Magnon (homens das cavernas) fez ferramentas especiais e armas de madeira e osso, usavam peles para se vestir, sua sociedade era organizada, vivendo em clãs. Seus desenhos evidenciam talento artístico e profundidade de sentimento. Enterravam seus mortos, o que demonstra alguma filosofia a respeito da vida após a morte.

Seguindo a cronologia da teoria da evolução sugerida por Charles Darwin e aceito pelos acadêmicos, o Homo Sapiens surgiu uns 2 ou 3 milhões antes do que seria normal, já que pelo menos 1 milhão de anos foram necessário para evolução de uma raça a outra.

Mesmos sem explicação que satisfaça aos cientistas em relação a esse milagroso aparecimento que contraria a Teoria de Evolução de Darwin, não há dúvidas que o CRO-Magnon originou-se no Oriente Médio, onde hoje o Irão e o Iraque tem fronteira comum, dentro de uma área conhecida como Mesopotâmia.

A Babilônia e Assíria eram dois Impérios competidores na Mesopotâmia, uma centrada ao Sul e outra ao norte que ascenderam por volta de 1900 ac (mapa pg 57).

A língua acádia foi um elo comum entre babilônios e assírios precedente da hebraica, aramaica, fenícia, e cananita, mas não foram os assírios ou babilônios que a inventaram. 

A língua e escrita foram copiados de outros, um povo pré-acádio, num lugar chamado Shumer – nome bíblico Shinar – Suméria – que floresceu por volta de 4000 ac, há 6000 anos.

Uma das maiores descobertas de textos acádios foram as ruínas da biblioteca concentrada em Nínive, onde 25 mil barras de argila com escrita pictográfica foram encontradas, 23 delas terminavam com a afirmação: “língua de Shumer não modificada”. A descoberta incluía barras com longas colunas de palavras que eram um dicionário acádio-sumério. 

A Suméria foi o berço da civilização como conhecemos, onde desenvolveu-se a lingua, escrita e também a ela é concedido o crédito por terem inventado a imprensa, pois eles utilizavam o que nós hoje conhecemos como carimbo de borracha para imprimir a sequencia desejada de signos na argila úmida e o selo cilíndrico feito de uma pedra dura que consistia de um pequeno cilindro no qual  a mensagem era gravada ao contrário.

Sempre que o selo era rolado na argila úmida, a impressão criava uma cópia. Essa é a escrita cuneiforme que geralmente era tostada em fornos para prover o registro permanente.

Esses documentos registravam sistemas matemáticos, médicos, astronômicos, econômico-social, tecnologia (como a invenção do forno, a arte da metalurgia e energia, que consistia no uso dos produtos de petróleo). E nesse vasto campo de tabuinhas, conta-se também a identidade dos seres que foram responsáveis pelo surgimento do Homem Sapiens e o desenvolvimento de sua civilização na Terra.

Acredito que todos já conheçam os Anunnaki (aqueles que desceram dos céus), a realeza foi chamada de Nefilim, mas usarei o termo Anunnaki no texto. 

Entre 27.000 ac e 11.000 ac nada de interessante aconteceu que se tem registro, supõe-se que seja devido a razões de ordem climática.

Então cerca do ano 11.000 ac o “homem pensante” reapareceu com novo vigor e com um nível de cultura inexplicavelmente superior. Alguém ensinou aos humanos a viver como hoje vivemos.

O homem foi domesticado! Tornou-se agricultor e a plantas e o animais selvagens também foram domesticados. Após 3600 anos ( por volta de 7.400 ac), fervilha o aparecimento de culturas de cerâmica em argila que produzem grande número de utensílios, ornamentos e estátuas e suas moradias.

Novamente após 3600 anos ( por volta de 3800 ac), súbita e inesperadamente floresce no Oriente Médio uma civilização com o mais alto nível de cultura e conhecimento, que deu origem a civilização como conhecemos – a Suméria.

Nibiru é o nome do planeta dos Anunnaki e de acordo com as fontes mesopotâmicas, apresentam provas de que o período orbital (volta completa em torno do Sol) é de 3600 anos. O número 3600 era escrito em sumério como um largo círculo, um ano dos Anunnakis equivale a 100 dos nossos.

O rei-comandante desse planeta é Anu (o papai do céu Anunnaki) e faz parte da realeza  seus principais filhos Enki , Enlil e Ninhursag, os primeiros responsáveis pelo comando da Terra, mas não os únicos, seus descendentes – clãs Enki e clã Enlil – também reinaram e guerrearam dentro do próprio clã e entre os clãs, pelo controle dos homo sapiens que ainda vivem neste planeta azul. ( Se você ainda não conhece a história clique aqui).

Existiam períodos de exercícios da realeza relatados pelos sumérios que compreende um período de 3 estágios separados por 3600 anos – Mesolítico (cerca de 11.000 ac), a fase da Cerâmica (cerca do ano7.400 ac) e a civilização suméria (cerca de 3.800 ac).
A humanidade avançava através de suas intervenções.

Os Anunnakis periodicamente (de acordo com seu ciclo – 3600 anos) revisam o progresso da humanidade e reúnem-se com aqueles que estão no seu planeta natal e isso acontece quando Nibiru está próximo da Terra. (Nibiru é representado como um disco alado)


“Sementeira e colheita” eram descritas no Genesis como dádivas divinas concedidas a Noé e sua descendência com parte do acordo pós diluviano entre divindade e o gênero humano. 

Os estudiosos que demonstram que a agricultura começou com o cultivo de trigo selvagem como fonte de trigo e cevada, são incapazes de explicar como é que os mais antigos cereais encontrados na caverna Shanidar, já estavam uniforme e altamente especializados. Milhares de gerações de seleção genética são necessários (pela natureza) para adquirir até mesmo um modesto nível de sofisticação.

Não há explicação para este milagre botânico-genético, a menos que o processo não fosse seleção natural, mas de manipulação genética artificial. E o espelta, um tipo de trigo duro é uma mistério maior, um produto de uma invulgar mistura de genes botânicos. Não é nem desenvolvimento nem mutação de uma fonte. É resultado da mistura de genes de várias plantas.

De repente, o Oriente Médio tornou-se uma fonte contínua de novas variedades de cereais, plantas, árvores, frutas, vegetais e animais domésticos. Os estudiosos modernos não sabem explicar como, mas os sumérios sabiam:

“As sementes foram uma dádiva enviada a Terra por Anu, de seu domicílio celeste”.

Trigo, cevada e cânhamo foram trazidos a Terra de Nibiru. A agricultura foram “dádivas” concedidas a humanidade por Enlil e Enki.

Os Anunnakis passam o conhecimento ao homem em doses determinadas e fizeram em intervalos que se conjugam com os períodos de regresso de Nibiru. É como uma inspeção dos superiores para dar “a ordem de avançar”.

Uma barra de argila encontrada nas ruínas da Real Biblioteca de Nínive, fornece informações de viagens especiais feitas por Enlil.

O estudo das tábuas de argila, revelam que os Anunnakis projetavam suas trajetórias de modo semelhante aos cientistas e astronautas modernos. Levando em consideração que seu próprio planeta e seu objetivo, a Terra, estavam ambos em contínuo movimento. Os Anunnakis tiveram que direcionar sua nave não para onde a Terra estava na época do lançamento, mas onde ela estaria na época da chegada.

De acordo com as pesquisas de Zecharia Sitchin, o 12º planeta – Nibiru - é um veículo espacial de enorme tamanho.

Baseado em complexos dados técnicos assim como em textos mesopotâmicos, pode-se dizer que os Anunnaki adotaram para as suas missões na Terra, a mesma aproximação que a NASA adotou para as missões na Lua. Quando a nave espacial principal se aproxima do planeta objetivo (Terra), entrava em órbita a volta desse planeta sem aterrissar realmente. Em vez disso, uma nave menor era liberada da nave mãe e executava a aterrissagem real.

Antigas civilizações e povos indígenas que viveram por um período com alguns desses seres da realeza, registraram as graças e “dádivas” recebidas pelos deuses em termos de ciência, matemática, astronomia, cultura, religião e todos “senhores” a seu modo, categoricamente prometeram retornar.

Profecia Hopi

“E este será o nono e último sinal. Vocês ouvirão uma residência nos céus acima da Terra, que cairá com grande estrondo. Aparecerá uma Estrela Azul.

Logo depois disso, as cerimônias do nosso povo cessarão. Estes são os sinais que mostram a grande destruição se aproximar. O mundo balançará para lá e para cá. O homem branco lutará contra pessoas em outras terras, com aqueles que possuem a Primeira Luz da Sabedoria. Haverá muitas colunas de fumo e fogo, assim como vimos o Homem fazer nos desertos, não muito longe daqui.

Só os que virão causarão doenças e um grande número morrerá. Muitos do nosso povo que entendem as profecias estarão seguros. Esses que ficarão e que virão morar no lugar onde mora o nosso povo, estarão seguros. Então, haverá muito a reconstruir. E logo após, Pahana (O Grande Ser) voltará e trará com ele o amanhecer do Quinto Mundo, plantando as sementes da sabedoria”.

6º Profecia Maia

Fala que nos próximos anos aparecerá um cometa cuja trajetória colocará em perigo a própria existência do ser humano. Os maias viam os cometas como agentes de mudanças que vinham para por em equilíbrio o movimento existente, para que certas estruturas se transformem permitindo a evolução da consciência coletiva.

Os maias também aguardam após grandes tribulações o retorno de Quetzalcoatl a Serpente Emplumada. Os mitos coletados pelos conquistadores espanhóis contam que Quetzalcoaltl chegou em um tempo de trevas e desordem, em um barco do mar que se movia sem remos. Ele ensinou aos amigos todas as habilidades necessárias para o avanço de sua civilização de matemática, ciência, agricultura, astronomia, assim como também o famoso calendário e ensinou ao povo como viver e então desapareceu partindo para o mar mas prometendo voltar no final do ciclo.

A realeza está retornando com o aval das diretrizes que já estão sendo tomadas (Nova Ordem Mundial) no planeta desde sua última visita. Os que permaneceram aqui,seguem com a agenda e dão vida ao plano. A rivalidade entre os filhos de Enki e Enlil, foi herdada por seus filhos que seguiram ferozes nas lutas por supremacia e lutaram mesmo dentro dos próprios clãs.

Os Anunnakis adotaram a política imperial: “Divide e Impera”, eram uma espécie em declínio, pois os filhos, netos, humanos com parentesco divino, ultrapassavam em número os grandes deuses.

Com a proliferação dos povos, Estados, cidades, tornou-se necessário encontrar meios de relembrar ao povo quem era o soberano e em meio a guerras por poder, primeiro foi estabelecido muitos locais de cultos e colocado símbolos e imagens dos deuses nos locais onde supostamente seus escolhidos e ou descendentes reinavam - Paganismo.

Ainda observamos esse padrão nas doutrinas religiosas, o Antigo Testamento apresenta o problema de fazer o povo aderir ao seu Deus e não “se aviltar atrás de outros deuses”.

Os deuses Anunnakis ensinaram os sumérios a relacionar os deuses com os planetas, característica que prosseguiu na mitologia grega. Nibiru representa Anu, “o senhor que reside na casa celestial”.

“O senhor virá do Sul...sua glória encherá a Terra...e Vênus será como que uma luz, seus raios dados pelo senhor”.

Os antigos relatam que a aproximação do planeta causava chuvas, inundações, terremotos, devido a passagem do grande planeta de enorme força gravitacional. Os mesopotâmios e os profetas hebreus consideravam a época da aproximação do planeta à Terra e sua manifestação como período introdutor de uma nova era. Existe imensa similaridade entre os relatos mesopotâmicos de paz e prosperidade que acompanhavam o planeta do trono do céu, depois de algumas tribulações e as profecias bíblicas de paz e justiça que se estabeleceriam sobre a Terra depois do Dia do Senhor.

Texto mesopotâmico que aborda a chegada do planeta e os efeitos que o evento desencadeava na Terra e sobre a humanidade.

Quando o planeta do trono do céu...
Crescer em brilho,
Haverá inundações e chuvas...
Quando Nibiru atinge seu perigeu,
Os deuses darão paz;
Os distúrbios serão resolvidos,
As complicações deslidar-se-ão.
Chuvas e inundações virão.

E no zodíaco de câncer se torna Nibiru,
A Acádia será inundada com a abundância,
O rei de Acádia crescerá poderoso.
Quando Nibiru culmina...
As terra serão habitadas seguramente,
Reis hostis ficarão em paz,
Os deuses receberão preces e ouvirão súplicas.

Isaías no Antigo Testamento:

Com o barulho da multidão nas montanhas
Um tumultuoso ruído como o de muita gente junta,
Dos reinos e nações reunidas em conjunto;
Assim é o Senhor dos Exércitos,
Comandando uma hoste para a batalha.
De uma longínqua terra eles vêm,
Do extremo oposto do céu
Vêm o Senhor e suas armas de fúria
Destruir a terra inteira...
Por isso eu agitarei o céu
E a terra será sacudida do seu local
Quando o Senhor dos Exércitos atravessar
O dia de sua ardente cólera...

E virá para passar no fim dos dias:
...O Senhor julgará entre as nações
E repreenderá muitos povos.
Eles forjarão suas espadas para relhas de arado
E suas lanças em podões;
Nenhuma nação levantar a espada contra outra nação.


Zecharia Sitchin e Callegman afirmam que Nibiru não tem relação com o calendário maia, mas ambas as pesquisas revelam o retorno dos deuses após um período de tribulações, nos banhando com as águas da sabedoria, conhecimento, prosperidade e evolução.

Nibiru ( aquele que atravessa ou casa do senhor Anu), a Estrela Azul Kachina (o olho de Deus),  são os sinais que darão inicio a períodos de intensas  tribulações antes do retorno de seus deuses.

E se todos os indícios recentes são verdadeiros e bem interpretados, a civilização que viverá na “Era de Ouro 3D” com os deuses e aplicarão toda a sua “sabedoria” terá por conhecimento que o Elenin foi o precursor das tribulações. Esse será entre outros tantos “nomes de sinais” que surgirão nas civilizações futuras, o sinal que precedeu o fim da civilização como conhecemos. Talvez alguém daqui milhares de anos encontre entre anotações de algum escriba virtual do século 21 contando sobre o Elenin.

Cidade da cidade do futuro na Coréia do Sul (clique aqui)

Para cada povo um nome, um tempo, uma descrição.

O Elenin é único, sua característica precede de qualquer outro. É o cometa que tem menor inclinação ao plano de elíptica (menos de 2g) com órbita mais próxima da Terra entre todos os cometas já catalogados até hoje. Dos 3094 cometas o Elenin está em 1º lugar. É um cometa diferente de todos. Mais de 2200 observações em menos de 6 meses no site da NASA e mesmo assim, ninguém na mídia convencional ou a própria NASA esclarece a respeito.

Relação direta entre os principais terremotos e alinhamentos da Terra com o Elenin foram observados. 

Pesquisadores modernos afirmam baseado nas observações do Elenin e diversos cálculos astronômicos, que o Elenin é cluster (não vem sozinho) que está causando anomalias em satélites, planetas.

E cientistas chineses dizem que atrás do Elenin poderia haver um óvni.

Não haverá invasão alienígena como a indústria hollywodiana pretende demonstrar nessa avalanche de filmes recentes. Eles já estão entre nós cumprindo o papel que lhes cabe, aguardando o aval do “siga com o plano a diante”, com novas tecnologias, culturas, comportamento social, sistema financeiro, médico e religioso que implica a nova Ordem Mundial. 

A realeza está retornando e a matrix sofrerá um upgrade. As  “dádivas” dos diversos deuses da antiguidade camuflados com outros nomes e aparência darão início a um novo ciclo e serão recebidos com devoção.

Mas nem tudo é notícia ruim! Para os ansiosos por liberdade,  o fim desse ciclo de quase 26.000 anos termina junto com uma breve ruptura no sistema que nos aprisiona, e você  continuará na dimensão que melhor lhe couber de acordo com aquilo que você já está projetando.  

Leitura essencial que complementa minha percepção da transição.

Não importa onde você estará quando a Nexus chegar, quando o Sol explodir, quando a Terra tremer, uma vez consciente de toda essa informação, você só será enganado novamente se permitir.

A resposta está sempre na simplicidade, simplifique: busque por você. Você está mais para o mundo do pensamento  ou o mundo da tecnologia?

“Muitas coincidências são coincidências demais para serem apenas coincidências".
 
Por Ravena

Fonte: Blog Evoluindo Sempre. http://evoluindo-sempre.blogspot.com.br/2011/08/eles-estao-chegando-e-o-elenin-e-um-dos.html

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Segredos do universo

Quadrinho de: Carlos Ruas
Fonte: http://www.umsabadoqualquer.com/

quarta-feira, 25 de abril de 2012

350 mil computadores podem ficar sem internet em julho, adverte FBI

Atualizado em 24/04/2012

Hackers infectaram esses computadores com código malicioso.

85 mil usuários foram infectados nos EUA.

Da EFE

Mais de 350 mil internautas de todo o mundo podem perder seu acesso à rede a partir de 9 de julho, quando o FBI apagará os servidores temporários que foram ativados após a descoberta de uma importante trama de pirataria.
A polícia federal americana criou um site (www.dcwg.org), que permitirá aos usuários determinar se seus computadores podem estar entre os afetados pela trama, informou nesta segunda-feira (23) um porta-voz do FBI à cadeia "CNN".
A interrupção se inscreve na operação "Ghost Click", que em novembro levou à detenção de seis cidadãos estonianos acusados de fraude, ao infectar centenas de milhares de computadores no mundo todo com um código malicioso nomeado "DNS Changer", que facilitava a entrada de vírus no sistema.
Segundo o FBI, os hackers utilizaram esse acesso para manipular a publicidade na rede, com o que ganharam até US$ 14 milhões em receitas ilegais.
A agência federal calcula que cerca de 350 mil computadores seguem infectados, entre eles 85 mil nos Estados Unidos, onde o vírus chegou até a computadores da Nasa.
Ao desmantelar a trama, o FBI ativou servidores temporários para evitar a interrupção imediata de muitos dos usuários infectados, a fim de dar tempo a eles para limparem seus arquivos.
Em 9 de julho, a agência apagará definitivamente esses servidores, pelo que os usuários de todo o mundo devem comprovar no novo site se o seu computador é um dos afetados.



Extraído de: http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2012/04/350-mil-computadores-podem-ficar-sem-internet-em-julho-adverte-fbi.html

PLANETARY RESOURCES - PRIMEIRA EMPRESA DE MINERAÇÃO DE ASTEROIDES


Bilionários planejam mineração em asteroides

Um grupo de bilionários está planejando uma operação de mineração em asteroides.

O projeto de milhões de dólares prevê o uso de espaçonaves robóticas para extrair componentes químicos usados em combustíveis, além de minerais como platina e ouro. Minerais raros também serão prospectados.

Entre os envolvidos nos planos está o cineasta americano e explorador James Cameron, além de um dos fundadores do Google, Larry Page, e seu presidente executivo, Eric Schmidt.

A companhia, batizada de Planetary Resources (Recursos Planetários, em tradução livre), também conta com o apoio do pioneiro do turismo espacial, Eric Anderson, o filho do ex-candidato à Presidência americana, Ross Perot Jr., e o astronauta veterano Tom Jones.

O primeiro passo do empreendimento será dado nos próximos 18 ou 24 meses, com o lançamento do primeiro de uma série de telescópios que vão procurar asteroides ricos em recursos minerais. O objetivo será abrir a exploração do espaço para o setor privado da indústria.

Dentro de um período entre cinco e dez anos, a companhia espera progredir da venda de plataformas de observação em órbita em volta da Terra para serviços de prospecção. O plano da Planetary Resources é de extrair os recursos dos milhares de asteroides que passam relativamente próximos da Terra.

Os bilionários já planejam até criar um depósito de combustível no espaço até 2020.
"Temos uma visão de longo prazo. Não esperamos que esta companhia deem lucro do dia para noite. Isto levará tempo", disse Eric Anderson, um dos fundadores da Space Adventures, à agência de notícias Reuters.

Nem a sobrevalorização da platina e do ouro devem pagar o projeto. Uma próxima missão da Nasa (agência espacial americana) que pretende trazer de volta apenas 60 gramas de material de um asteroide vai custar cerca de US$ 1 bilhão.

Combustível e ceticismo
Além da extração de minerais raros, os bilionários planejam também extrair dos asteroides componentes usados em combustíveis. A água dos asteroides pode ser transformada, no espaço, em oxigênio líquido e hidrogênio líquido para ser usado em combustível de foguete.

O plano é que a água seja transportada do asteroide para um local no espaço, onde possa ser convertida em combustível. A partir deste ponto, poderá ser levada para a órbita da Terra para reabastecer satélites comerciais ou espaçonaves.

Os projetos do grupo de bilionários foram recebidos com ceticismo por vários cientistas.
Para o professor Jay Melosh, da Universidade Purdue, os custos de uma operação como esta seriam altos demais. Ele também disse que a exploração espacial é um "esporte que apenas as nações ricas, e aquelas que querem demonstrar grande avanço técnico, podem bancar".

"Um depósito (de combustível) dentro de uma década parece pouco possível. Espero que já tenhamos alguém para usar isto", disse Andrew Cheng, cientista planetário do Laboratório de Física Aplicada da Universidade Johns Hopkins, à agência de notícias Associated Press.

Eric Anderson respondeu a estas afirmações dizendo que está acostumado com ceticismo.
"Antes de começarmos a levar pessoas para o espaço, como cidadãos privados, as pessoas pensaram que era uma ideia absurda", afirmou o pioneiro do turismo espacial, acrescentando que o projeto deve, sim, "gerar dinheiro".





 

Mineração de asteroides deve começar em dez anos

Parte do projeto dos fundadores do Google e do diretor James Cameron deve ser concluída em dois anos.
Por Felipe Demartini em 24 de Abril de 2012



Estão sendo anunciados neste momento os detalhes da Planetary Resources, uma iniciativa de exploração espacial que é encabeçada por grandes nomes, como o diretor de cinema James Cameron e os fundadores do Google, Larry Page e Eric Schmidt. A ideia é construir naves capazes de minerar asteroides em busca de recursos valiosos e serve como uma alternativa para a escassez desses materiais na Terra.
O foco atual da Planetary Resources é a construção de aeronaves robóticas de baixo custo, que serão enviadas em missões de observação. Essa etapa do projeto deve ser concluída em até dois anos, com a mineração efetiva começando a partir de 2022. O alvo são os asteroides que passam na órbita da Terra.
A expectativa dos envolvidos é localizar ricas jazidas de platina, além de outros metais e minerais valiosos. Segundo o fundador do Planetary Resources, Peter Diamandis, o potencial da iniciativa é ainda mais vasto e pode se expandir para a descoberta de água no espaço e uma futura exploração de imóveis.
A conferência de anúncio da empreitada está sendo transmitida neste momento pelo site oficial da Planetary Resources.





Primeira empresa de mineração de asteroides será anunciada amanhã

Por Jesus Diaz
11:28 - 23-04-2012
Nesta terça-feira, um grupo de bilionários e ex-cientistas da NASA vai anunciar a Planetary Resources Inc., a primeira empresa de mineração de asteroides na história. Eles dizem que isto vai “acrescentar trilhões de dólares ao PIB global” e vai “ajudar a garantir a prosperidade da humanidade”.

O grupo de investidores e cientistas na equipe da empresa é impressionante:
…incluindo Larry Page e Eric Schmidt, Ph.D., do Google; o cineasta e explorador James Cameron; o presidente da Intentional Software Corporation e ex-chefe de arquitetura de software na Microsoft, Charles Simonyi, Ph.D.; fundador do Sherpalo e membro fundador do Conselho Administrativo do Google, K. Ram Shriram; e o presidente da Hillwood e do Perot Group, Ross Perot Jr.

Extrair recursos de asteroides não é uma proposta tão maluca assim, e o retorno sobre o investimento pode ser incrível. Tanto que eles estão convencidos que podem “acrescentar trilhões de dólares ao PIB global”. E o mais importante, isto pode resolver muitas das nossas necessidades materiais, à medida que os recursos na Terra acabam rápido.

Mas isso tudo é factível? Ainda não foram divulgados detalhes, mas se eles vão investir milhões de dólares nisso, pode ter certeza de que é factível e será lucrativo. Eles não precisam viajar pelo espaço para pegá-los: há muitos asteroides passando próximo à Terra que podem ser acessíveis. Na verdade, já existem diversos planos na prancheta de cientistas e engenheiros.

Nem precisa dizer que, apesar do resultado desta empreitada provavelmente chegar só em alguns anos, há todo um entusiasmo por trás dela. Se a Planetary Resources tiver sucesso, será uma nova era para a humanidade.

A conferência à imprensa para revelar os objetivos da Planetary Resources será feita no Museum of Flight em Seattle (EUA), amanhã às 14h30 (horário de Brasília), e será exibida online por streaming no link a seguir. Fique atento. [Planetary Resources]